Nunca Mais Tenha Dúvidas, Saiba Como Escolher Agulhas De Tricô Agora Mesmo!

Olá meus amigos, esses dias acabei indo as compras, e uma amiga me pediu para que eu pudesse comprar algumas agulhas de tricô pra ela, só que quando eu perguntei qual ela queria, ela não soube me responder, foi então que eu resolvi criar esse post para ajudar a vocês a Nunca Mais Ter Dúvidas, Saiba Como Escolher Agulhas De Tricô.

Para quem está começando um trabalho com tricô, acaba surgindo algumas dúvidas comuns, isso é normal em todo trabalho artesanal, e uma delas é qual o melhor tipo de agulha vou escolher? afinal, são vários modelos.

Muitas pessoas acabam levando em consideração o tamanho e a espessura, esses são dois fatores que podem determinar sim na hora da escolha, dependendo do seu projeto de tricô. Mas também muitas pessoas se esquecem que devem levar em conta o material que compõe a agulha, isso vai ajudar até mesmo o esforço que é exigido na hora de tricotar, sobre suas mãos, braços e ombros, quando eu falei isso para minha amiga ela ficou de queixo caído, pois ela comentou que passava algumas horas tricotando ela sentia muita dores nos ombros, então pensando nisso eu separei algumas dicas importantes para que vocês saibam qual agulha escolher na hora de tricotar!

Você vai descobrir qual têm mais a ver com você e com seu trabalho, veja as características principais de cada uma:
Quanto ao material, qual escolher?

Vamos começar com as Agulhas de plástico – esse tipo de material é normalmente reservado para as agulhas maiores e mais grossas e muitas se tornam mais pesadas na hora de trabalhar forçando mais suas mãos e ombros então para evitar que estas não se tornem muito pesadas, procure algumas de plástico com o seu interior oco.

Agulhas de alumínio – esses tipos de agulhas de alumínio são super leves e fáceis de manusear. Este tipo de material vai ajudar muito quando você for trabalhar com pontos mais abertos, fazendo com que as malhas deslizem mais facilmente.

Agulhas de metal – são mais pesadas que as agulhas de plásticos e são bastante lisas, ajudando as malhas deslizarem com mais facilidade.

Agulhas de madeira ou bambu – são mais leves, chegam a ser um pouco mais leves que as agulhas de alumínio e também permitem que as malhas deslizem suavemente, mas de uma forma mais controlável. E são ótimas para quem tem problemas nas articulações e dores.

Quanto ao tipo, qual escolher?

Vamos começar com as Agulhas de tricô clássicas – são as mais compridas e espessas, quase todo o trabalho é concentrado na ponta da agulha, isso torna o trabalho mais pesado. Mais pesquisando na internet eu achei agulhas desse tipo com uma espessura específica concentrada nas pontas, mais aliviando um pouco a carga sobre o trabalho.

Agulhas de tricô auxiliares – são as agulhas próprias para os movimentos repetidos, mais a maior desvantagem dessas agulhas é que elas quebrar fácil e frequentemente.

Agulhas de tricô de duas pontas – essas agulhas são super práticas, se você usar elas em conjuntos de 4 ou 5, você vai tricotar luvas, meias e outros trabalhos com diâmetros bem reduzidos.

Agulhas de tricô flexíveis – não existe outro tipo de agulha indicada para trabalhos de grandes dimensões como as agulhas flexíveis.

Agulhas de tricô circulares – são totalmente indicadas para tricotar peças redondas ou em forma de tubo, não existe outro tipo de agulha melhor para esse trabalho.

Você percebeu a diversidade de agulhas que você tem para escolher quando você for tricotar o seu trabalho artesanal, isso envolve tempo, dinheiro, e muito importante saúde, eu percebi que muitas pessoas que fazem tricô se queixam de problemas nas articulações, dores nos braços, nos ombros e nas mãos, as vezes essas dores são pela escolha errada de agulhas e materiais para determinado tipo de trabalho no tricô.

Então aproveite essa dica, espero que vocês gostaram e fiquem ligados sempre aqui no blog viverdeartesanato.com, sempre com novidades e passos a passos incríveis.

E lembra-se para ter sucesso e estar diferenciado no mercado é preciso saber trabalhar, escolher boas matérias primas, usar o diferencial no seu produto, decorar, criar, é fundamental com ou sem muitos recursos, e ter em mente que o principal é usar de muita criatividade, isso deixa o nosso trabalho mágico, aproveite essa dica e sucesso sempre!

Se a pedida do dia é SER FELIZ, o artesanato pode te ajudar e muito! Ele pode ser uma distração dos problemas cotidianos, pode ser um hobby, também pode ser uma fonte extra de renda ou até mesmo ser a fonte principal de renda! Saiba Como Clique Aqui

Oi, meu nome é Tiago Oliveira, e esse blog foi criado para você que é apaixonado por artesanato e quer viver do seu artesanato sem limitações de nenhuma espécie, atingindo seu máximo potencial e aproveitando tudo de bom que a vida tem a oferecer. Se você quiser acompanhar e participar dessa jornada de transformação e não perder nenhum conhecimento que pode ser importante para você, me siga no Facebook, e se inscreva no canal do Youtube. E para conhecer meu Curso de Sabonetes E Cosméticos Artesanais, clique aqui